Iniciativa do Terceirão promove reencontro de família venezuelana

Tendo em vista os acontecimentos na Venezuela e a possibilidade de esse ser um tema de Vestibular, a professora Tatiana propôs à classe uma conversa com Julio Bernal Galindo, um venezuelano que chegou ao Brasil há pouco mais de um mês.

E foi a partir dessa ideia, que os alunos se aprofundaram no assunto. Pesquisaram em casa sobre a crise política e econômica e debateram em sala de aula as atitudes do governo e os impactos na população. E então veio a curiosidade da turma a respeito da história do venezuelano.

Bate-papo com  Julio Galindo, em 02/08.

Julio tem 37 anos, é casado e tem duas filhas e um enteado. É advogado e já trabalhou como policial e instalador de rastreadores em veículos na Venezuela. Porém estava há tempos desempregado e desiludido com a situação no seu país. Passou a sonhar em vir ao Brasil em busca de uma vida melhor. Conheceu alguns brasileiros que o ajudaram na sua vinda ao nosso país. Veio sozinho, trazendo alguns pertences e a esperança de arrumar um trabalho e juntar o dinheiro para que sua família viesse reencontrá-lo aqui.

Os nossos alunos logo se comoveram com a situação de Julio. E sabendo que a Nova Constituição dificulta a reunião dessa família no Brasil, tiveram uma iniciativa surpreendente: abdicaram do dinheiro arrecadado para a formatura do Ensino Médio e custearam a vinda dessas pessoas, promovendo assim o reencontro de Julio e sua família, que chegou ao Brasil no dia 31/08.

Foi um ato maravilhoso de cidadania e solidariedade, que reforça os princípios desse Colégio. Um gesto nobre, apoiado por todos os familiares e que foi além do financiamento das passagens: roupas, móveis e eletrodomésticos têm sido arrecadados e generosamente destinados a eles. Confira abaixo algumas fotos do encontro da família de Julio e os nossos alunos do Terceirão.